10 SITUAÇÕES EM QUE O EMPREGADO PODE DEIXAR DE COMPARECER AO SERVIÇO, SEM PREJUÍZO DO SALÁRIO

10 SITUAÇÕES EM QUE O EMPREGADO PODE DEIXAR DE COMPARECER AO SERVIÇO, SEM PREJUÍZO DO SALÁRIO

Listamos 10 situações em que o empregado pode deixar de comparecer ao trabalho, sem prejuízo do salário. São elas:

Em caso de falecimento do cônjuge, ascendente (pais, avós etc.), descendente (filhos, netos etc.), irmão ou pessoa que viva sob sua dependência econômica, declarada em sua carteira de trabalho e previdência social – até 2 dias consecutivos.

Para se casar – até 3 dias consecutivos.

Licença paternidade – até 5 dias.

Licença maternidade – até 6 meses.

Em caso de doação voluntária de sangue devidamente comprovada – por 1 dia, uma vez por ano.

Trabalhar nas eleições – até 2 dias, que podem ser consecutivos ou não.

No período em que tiver que cumprir as exigências do Serviço Militar.

Para fazer as provas para ingresso em estabelecimento de ensino superior – nos dias em que estiver comprovadamente fazendo os exames.

Quando tiver que comparecer em juízo para audiência – pelo tempo que se fizer necessário.

Licença remunerada de até 15 dias por motivo de doença. Após esse período cabe à Previdência Social assumir o custo do salário do trabalhador afastado do trabalho.

FONTE: http://rnsaadadvogados.com.br/10-situacoes-em-que-o-empregado-pode-deixar-de-comparecer-ao-servico-sem-prejuizo-do-salario/

SITE: http://rnsaadadvogados.com.br/

Share this post

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *